Contatos - Redes Sociais 

E-mail

ícone_do_Facebook.png
fb944c570182b6e89eb21f41f8c4522b-instagr

POSSE RESPONSÁVEL 

ASSUMINDO UMA VIDA

A decisão de assumir um animal:

Quando se decide assumir um animal, tem que se levar em consideração várias responsabilidades e implicações que virão junto com ele.

Jamais se deve adquirir um animal por impulso. É muito comum as pessoas se encantarem a primeira vista com alguns animais, principalmente filhotes, não levando em consideração nada que implique nos cuidados que ele precisará, no trabalho para cuidar, se ele irá crescer muito, expectativa de vida, etc.

Quando se toma a decisão de ter a companhia de um bichinho, devemos avaliar que tipo de animal queremos e podemos ter em casa. Se um cachorro ou gato, qual tamanho, quais as características de comportamento, etc.

Tudo isso é muito importante. Se você têm pouco espaço na sua casa, não poderá manter um cão de grande porte, que precisa de espaço para se movimentar, isso faz parte do bem estar do animal.

Se você passa muito tempo fora, procure um animal que não necessite de companhia constante. Se tiver crianças, o ideal são animais que gostam de interagir com elas.

De qual quer forma, a decisão de assumir um animal deve ser tomada em acordo com todos que residam no mesmo local onde ele irá viver e se possível com a ajuda de um profissional especialista que poderá ajudá-lo a avaliar o melhor perfil de animal para a família. 

Cuidados básicos da posse responsável:

  • Oferecer alimento de qualidade, que supra as necessidades nutricionais do animal. Alimentar em intervalos corretos, de tal forma a não deixá-lo com fome. Procurar orientação de um veterinário para saber a forma de alimentação do seu animal especifica.

  • Vermifugar e vacinar de acordo com orientação do veterinário.

  • Prevenir e eliminar parasitas como pulgas ou carrapatos.

  • Manter o animal em local limpo e adequado. Onde possa se proteger do sol ou chuva.

  • Trocar a água pelo menos duas vezes ao dia.

  • Manter sempre limpas as vasilhas de água e comida, e deixá-las longe do local onde o animal faz suas necessidades.

  • Não manter o animal preso em correntes ou locais pequenos.

  • Prover banhos periódicos, de acordo com a necessidade do animal.

  • Não deixar o animal sair sozinho na rua. Mantê-lo em local seguro que não propicie fugas.

  • Não bater, agredir ou maltratar o animal. Isso é crime.

  • Corrigir o comportamento de um animal deve ser feito através de adestramento comportamental, jamais com castigo físico.

  • Reservar um tempo para dar atenção ao seu animal, seja brincando, dando carinho ou passeando.

ATENÇÃO:

Ninguém é dono de um animal. Vidas não são propriedades. Você é um tutor, isso significa que possuí a responsabilidade de amparar, cuidar e proteger.

Caso o tutor não exerça corretamente a posse responsável, ele poderá perder a tutela do animal.

Assumir um animal é um compromisso por toda vida dele. Toda mudança que possa ocorrer na sua vida, deve levar em consideração a posse do animal. Se você vai se mudar, não pode simplesmente abandonar o animal por que na nova casa não haverá espaço para ele. Abandono de animais é crime passível de multa e cadeia.

Mudança de residência, nascimento de um filho ou situação financeira, não são motivos para se desfazer do animal. Lembre-se, você assumiu uma responsabilidade e deve adequar o animal as novas circunstâncias, sem causar-lhe sofrimento.

Ninguém é obrigado ter a posse de um animal, porém ao se tomar essa decisão deve-se estar ciente das responsabilidades. Vidas não são descartáveis.